Zuck alertou Trump sobre TikTok em outubro

A recente ofensiva do governo dos EUA contra o TikTok pode ter sido concebida em outubro do ano passado.

Segundo o Wall Street Journal, foi naquele mês que Mark Zuckerberg – CEO do Facebook – teria participado de encontros reservados com Donald Trump e outros políticos.

Nestes encontros, Zuck teria falado sobre a ameaça que empresas chinesas representariam ao poderio dos EUA na internet.

Ele teria ainda defendido o argumento de que os EUA deveriam se preocupar em controlar o avanço chinês, em vez de tomar medidas para regular o Facebook e outras companhias americanas.

Segundo o WSJ, o CEO do Facebook teria mencionado especificamente o TikTok em encontros com vários senadores. No fim de outubro, um deles escreveu uma carta a órgãos de inteligência exigindo uma investigação do TikTok.

O Facebook, claro, é o principal concorrente do TikTok com o Instagram. Recentemente, o Insta ganhou o recurso Reels, que funciona de modo similar ao TikTok.

Há alguns dias, no entanto, Zuckerberg condenou o possível bloqueio do TikTok em reunião com funcionários. Segundo ele, as consequências desse bloqueio podem ser piores do que um eventual ganho de curto prazo para o Facebook.