Zuck prepara ‘cartada patriótica’ para depoimento

Outro que deve depor nesta quarta-feira, Mark Zuckerberg deve argumentar que o sucesso do Facebook é bom para os Estados Unidos, segundo reportagem da Bloomberg.

Fontes ligadas ao executivo disseram que Zuck deve apelar para o patriotismo dos congressistas, e posicionar o Facebook como um elemento de defesa contra a influência chinesa na internet.

A estratégia de Zuck seria, portanto, explorar uma das poucas teses que unem parlamentares republicanos e democratas: a ameaça chinesa ao domínio tecnológico dos EUA.

Zuck deve afirmar que enfraquecer empresas americanas pode abrir espaço para que companhias chinesas ganhem terreno ao redor do mundo, em países como a Índia, por exemplo.

Em meses recentes, o executivo vem dando declarações sobre como a China “não pode ditar as regras da internet”.

Do outro lado da bancada, os congressistas devem questionar Zuckerberg principalmente sobre as aquisições do WhatsApp e do Instagram.

Em ambos os casos, o Facebook comprou empresas muito menores, porém promissoras, e dessa forma se livrou de potenciais concorrentes.