Zuck vai depor sobre libra no Congresso dos EUA

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, vai prestar depoimento no próximo dia 23 em um comitê do Congresso dos EUA.

O tema da sessão deve ser a libra, a moeda digital anunciada pelo Facebook há alguns meses.

A presidente do comitês, senadora Maxine Waters, recentemente pediu que o Facebook interrompa o desenvolvimento da moeda, mas a empresa até o momento não deu nenhum sinal de que fará isso.

Desde seu lançamento, a libra tem sido alvo de críticas e preocupação de autoridades financeiras em todo o mundo.

A maior preocupação está no fato do possível uso da libra para lavagem de dinheiro.

Há alguns dias, a PayPal decidiu pular fora do projeto, deixando sua posição na Associação Libra.

Mastercard e Visa também estariam reconsiderando suas atuações no projeto, de acordo com artigo recente do Wall Street Journal.

One coin to rule them all

Criptomoedas não são nenhuma novidade, mas até o momento nenhuma delas ganhou escala, em parte porque muitas delas não estão atreladas a um “valor real”.

A libra, no entanto, terá seu valor atrelado a quatro moedas (dólar, euro, iene e libra esterlina). Isso, em tes,e estabilizaria o valor da moeda e diminuiria o interesse de especuladores.

Ainda assim, quando uma empresa do porte do Facebook decide criar uma moeda, há bons motivos para preocupação das autoridades financeiras.

Afinal, são mais de 1 bilhão de usuaŕios que em tese poderiam transferir dinheiro entre si, inclusive de países diferentes, sem passar pelos canais tradicionais do sistema financeiro.