Zuckerberg desiste de desafios anuais

Em post publicado no Facebook, Mark Zuckerberg revelou que vai desistir de seus conhecidos desafios anuais para priorizar metas a longo prazo.

“Nesta década vou adotar objetivos de longo prazo. Vou tentar refletir sobre o que eu espero que de mim e do mundo para 2030, a fim de garantir que estou focando nesses objetivos”.

Ele diz ainda que deve concentrar seus esforços em temas como mudança geracional (ou seja, como empresas, governos e sociedade devem mudar para se adaptar aos anseios e desejos dos jovens), uma nova rede social privada e novas formas de governo, entre outros temas.

Desde 2009, Zuckerberg estabelecia uma meta por ano. Algumas um tanto curiosas, como correr 365 milhas em um ano e escrever uma nota de agradecimento por dia.

Nos últimos anos, as metas foram automatizar sua residência com um sistema de Inteligência Artificial (2016, aprovado), visitar todos os estados dos EUA (em 2017, aprovado), consertar o Facebook (2018, reprovado) e discutir o futuro da tecnologia em programas de TV (só seis em 2019, então acho que reprovado).

O Observer tem a lista completa dos desafios